Este blogue pretende ser um "cantinho partilhado" de mt informação;um verdadeiro espaço de aprendizagem (principalmente da"recém-bloguista");reflexões semanais,sites de interesse no âmbito da EaD,do e-learning,novas descobertas

.mais sobre mim

.arquivos

.links

Quinta-feira, 1 de Novembro de 2007

O Conceito de Distância -resposta dada no fórum

Apesar de esta resposta  já ter sido "postada" no fórum,considero importante colocá-la também aqui.Resposta à questão colocada pela Professora M.ª João Gomes: "A internet, com as múltiplas ferramentas de comunicação que suporta e o surgimentos dos "espaços virtuais" de aprendizagem e/ou socialização vieram tornar o conceito de "distância", no domínio da educação, bastante ambíguo. Reparem como, apesar da distância física e temporal que nos separa, através dum espaço como este podemos ter uma sensação de proximidade e de "acompanhamento" forte. Por outro lado... nunca tiveram a experiênciade de participar em aulas (como rpofessores ou como alunos), por exemplo em grandes anfiteatros, com turmas de 50, 60 ou muito mais? Não haverá aí uma "distância" muito maior entre professor e aluno do que num cenário de "e-learning"?

 

"Estou plenamente de acordo com tudo o que refere. De facto, "as ferramentas sociais estão para ficar e vão mudar para sempre a forma como as pessoas usam e esperam poder usar a Internet" como refere Ana Neves,no portal criado pela própria. O acompanhamento que se sente (e que se tem!) é de facto real e muito próximo – o conceito de distância quase que se "esvazia" de qualquer conteúdo. No cenário e-learning, consegue-se atingir metas que são,na maior parte das vezes,"inimagináveis" de atingir entre professores e na relação professor-aluno: trabalho colaborativo e aprendizagem colaborativa. Este trabalho e esta aprendizagem obrigam ao "rompimento" de uma cultura(a do trabalho individual)e ao surgimento de uma outra:a cultura de colaboração,de trabalho em conjunto. O trabalho colaborativo vai assim obrigar a uma articulação muito estreita entre os actores intervenientes no processo, a um trabalho que terá de ser pensado em conjunto.Existe uma construção conjunta e uma divulgação, uma partilha de todo o tipo de recursos. O Portefólio aparece assim como uma "obrigação, não mais uma opção", como refere Eugénio Mohallem.

 

Endereços que penso serem do interesse comum.

 

http://flocosdeneves.blogspot.com/search/label/webdesign

 

http://www.kmol.online.pt/ (este portal vale a pena visitar…)

Web 2.0: benefícios e relação com a gestão de conhecimento

Ana Neves, Out 2007
Este é o segundo de uma sequência de três textos sobre as ferramentas sociais e da web 2.0 e foca nos benefícios que apresentam e na forma como suportam os processos de conhecimento.

Web 2.0: definição, características e exemplos

Ana Neves, Jul 2007
As ferramentas sociais estão para ficar e vão mudar para sempre a forma como as pessoas usam e esperam poder usar a Internet. Por essa razão, vale a pena tentar perceber mais sobre o que é, afinal, isso das ferramentas sociais e da web 2.0.

Web 2.0: definição, características e exemplos

Ana Neves, Out 2006
Os portais corporativos vêm-se posicionando como uma inevitabilidade na vida das organizações como forma de aceder e partilhar conhecimento e informação.

Sites web centrados no conhecimento

David Skyrme, Mai 2001
Os problemas de muitos sites web actuais levaram o autor a reflectir sobre as características desejáveis para captar um visitante/cliente e para tirar partido do conhecimento embutido nas pessoas.

Destruindo o conceito actual de tecnologia
Sandra Spindola e Ana Neves, Dez 2001
A tecnologia já não é o que era. Perdeu o seu original significado e isso parece afectar a forma como é entendida e aplicada.

 


publicado por sandraroma às 23:20

link do post | comentar | favorito
|

.Outubro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.pesquisar

 

.as minhas fotos

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds